Outros conteúdos

Buscar

Dicas de culinária

Utensílios para uma Cozinha Eficiente

Publicado em por Fleischmann
Categoria: Culinária Doméstica, Segredos da panificação.
  • Batedeira: usada basicamente para bater massas. Se você não tem o hábito de fazer bolos, pães ou outras massas pesadas, substitua a batedeira por um batedor manual, que é bem mais barato. Se o motor da batedeira ficar sobrecarregado, bata o ingrediente aos poucos, para não estragar o equipamento. Caso o aparelho pare de funcionar, desligue-o e verifique inicialmente se algo emperra a lâmina. Se houver dificuldade para retirar as pás do aparelho, coloque uma gota de óleo doméstico em cada orifício. Pendure as pás da batedeira para que não se danifiquem. Antes de guardar, cubra a batedeira com capa plástica para que ela se mantenha limpa.
  • Boleador: Este é um utensílio que não é essencial, mas que dá um toque diferenciado na hora de servir alguns alimentos. Ele dá um formato redondo a legumes e frutas. Pode substituir a pá de sorvete no momento de servir.
  • Chaleira: Aquecem a água com mais rapidez que outras panelas e, por isso, servem para fazer cafés, chás e para esquentar a água durante o preparo de refeições. Para remover a sujeira, encha a chaleira com vinagre e água em partes iguais. Ferva e deixe descansar por uma noite. Depois, lave-a bem.
  • Descascador de legumes: Peça fundamental para cozinhas de gourmets e para quem gosta de economia. O descascador tira a casca mais fina que a faca, evitando desperdícios. Também serve para tirar lascas de queijo e de coco. É um dos utensílios pouco usado pela população em geral, mas é de grande utilidade numa cozinha.
  • Escorredor: Sua principal função é facilitar o trabalho de limpeza dos utensílios. Enquanto você lava um utensílio, os demais secam no escorredor. Prefira sempre escorredores de metal inoxidável, que são mais duráveis e fáceis de limpar.
  • Espremedor de alho ou cebola: Peça importante, pois agiliza o trabalho e evita que as mãos fiquem com odor de alho ou de cebola. Para limpar o espremedor, passe uma escova de dente usada nos orifícios para extrair os restos.
  • Espremedor de frutas: Bom auxiliar na extração do suco das frutas cítricas, podendo ser encontrado nas versões manual e elétrica. Quem não tem esse utensílio pode espetar um garfo na metade da fruta e girá-lo para extrair o suco.
  • Facas: Toda cozinha necessita basicamente de quatro tipos de faca: uma de pequeno porte para cortar legumes, uma mais afiada e pesada para cortar carnes, uma faca serrilhada para cortar pães e outros alimentos servidos à mesa e um jogo de facas de mesa para servir refeições. A “faca do chef” (french knife) é uma das mais utilizadas para cortar e picar. É encontrada geralmente com lâminas de 8 a 14 polegadas. Para descascar alimentos, a mais comum é a “paring knife”, com lâminas entre 2 e 4 polegadas.
    Procure facas de cabo de madeira selados com plástico resistente ao calor, pois são mais duráveis e fáceis de limpar. Escolha lâminas mais largas e pesadas, pois exigem menos força do cozinheiro para picar os alimentos. Prefira facas inoxidáveis, que se afiam com facilidades e não perdem a cor. Apesar de mais caras, elas duram por mais tempo.
    Use as facas mais afiadas apenas para preparar alimentos.

    Cortar plásticos, papéis e barbantes cegam a faca mais rapidamente. Quando for cortar os alimentos, utilize uma tábua de madeira ou polipropileno para não gastar a lâmina. Lave as facas de aço imediatamente após o uso para que não manchem. Remova as manchas com uma rolha molhada.
    Manter a faca sempre afiada otimiza o trabalho de preparação dos alimentos. Sempre após usá-la, passe-a uma vez pelo afiador elétrico ou manual, ou de três a quatro vezes na pedra de afiar. Embeber a pedra em óleo vegetal facilita o trabalho. Quem não tem afiador em casa pode usar a base de uma caneca de cerâmica, uma lixa esmeril ou a beirada da pia (se ela for de mármore).
    Se a faca escapar da mão, deixe-a cair. Tentar impedir a queda pode causar ferimentos. Evite colocar a faca para lavar junto com outros itens, pois elas podem ficar “invisíveis” na pia cheia e causar ferimentos.

  • Fogão: Existem basicamente dois tipos: fogões elétricos e a gás. A menos que faça da culinária a sua profissão, prefira os fogões a gás, que custam menos. Também prefira os de quatro bocas -geralmente, esse é o número máximo de bocas utilizadas durante o preparo das refeições. Fique com os fornos autolimpantes, que poupam trabalho.
    Se possível escolha o fogão com acendimento automático para economizar com fósforos e reduzir a possibilidade de se queimar. Se sujar o fogão com suco de fruta, açúcar ou alimentos ácido, limpe imediatamente para não danificar a superfície. Se a comida queimar em volta da boca, desligue a chama, espere esfriar e cubra a boca com um pano embebido em água com detergente. Espere duas horas para limpá-la. Lave as grades do forno no lava-louças ou deixe-as de molho sobre uma toalha embebida em amônia e água quente para soltar os resíduos de alimentos.
  • Fôrmas e assadeiras: Em casa, é essencial ter uma ou duas fôrmas retangulares (para doces, tortas e carnes), uma redonda (para massas menores) e uma fôrma com furo no centro (para bolo, pudim e cuscuz). Uma boa opção é ter uma fôrma com fundo removível, que facilita o desenforme de alimentos (principalmente tortas doces), além de tornar a limpeza mais rápida e simples. Freezer: Quando for comprar um freezer, calcule sua capacidade. Conte 57 litros de espaço para cada pessoa da casa e mais 57 litros se você recebe muitas visitas. Prefira freezer vertical, pois ocupam menos espaço. Verifique se há espaço suficiente para abrir a sua porta/tampa. Em geral, a porta precisa ser aberta em um ângulo maior do que 90º para abrir as gavetas. Certifique se a porta está bem vedada, fechando-a com uma folha de papel. Se você conseguir puxar a folha, a vedação não é boa. Procure um freezer que venha com cartões na frente das gavetas: assim fica mais fácil controlar o estoque. O freezer deve ficar longe da luz solar e do calor.

    Mantenha-o cheio para economizar energia. Remova sempre os respingos do freezer para evitar a contaminação ou odores desagradáveis. Em caso de mudança, desligue o freezer com 24 horas de antecedência, limpe-o, retire as partes soltas e prenda à porta. Faça o transporte com o aparelho na posição vertical. Forno microondas: Antes de comprar um, verifique algumas características básicas. Saiba qual a potência do seu microondas verificando no manual de instruções o tempo de cozimento de itens mais fundamentais. Veja se os controles digitais oferecem regulagem mais precisa que os manuais. Prefira os microondas com prato giratório. Senão, você terá que girar a comida manualmente. Prefira fornos com interior autolimpante.
    Evite usar travessas de metal ou louças que tenham decoração e papel alumínio. Supervisione o cozimento de alimentos com alto teor de açúcar, pois podem pegar fogo. Teste a travessa antes de usá-la pela primeira vez. Coloque-a com uma xícara de água na potência máxima por dois minutos. Se a travessa for apropriada, a água e a xícara vão esquentar e ela continuará fria.

  • Liquidificador: Substituem em muitos casos os processadores de alimentos e pode ser usado no preparo de sucos, vitaminas, massas de bolo e até para picar gelo. Para conservá-lo, use sempre a velocidade recomendada pelo fabricante para evitar sobrecarregar o motor. Para limpá-lo facilmente, encha o copo até a metade com água quente e detergente e bata por um minuto. Depois, lave-o bem e seque.
  • Panelas: São divididas conforme seu material e acabamento. Escolha a que mais agrada seu gosto e bolso. As de aço inox são duráveis, de alto brilho e conservam o calor por algumas horas. Elas se aquecem rapidamente, e por isso é melhor cozinhar em fogo baixo para evitar que a comida queime. Para conservar seu brilho natural, lave as panelas com sabão neutro e seque logo em seguida para que elas não manchem.
    As panelas de alumínio têm como vantagem o rápido aquecimento e podem ser usadas no preparo de qualquer alimento. Algumas pessoas têm receio de utilizá-las por acreditar que o metal está relacionado ao Mal de Alzheimer, mas pesquisadores garantem que a doença tem origem genética. Para remover manchas, encha as panelas com água quente e o suco de um limão. Deixe ferver até que o alumínio clareie.

    As antiaderentes são ideais para os cozinheiros que não querem muito trabalho no momento de limpar as panelas. O revestimento de Teflon ou T-Fal impede que alimentos – principalmente frituras – grudem na superfície da panela. Para conservá-la, cozinhe sempre em fogo baixo ou médio e não use utensílios que possam riscar o revestimento. Proteja as panelas com papel-toalha antes de guardá-las para que os revestimentos não fiquem riscados.
    Antigamente utilizadas em cozinhas caseiras, as panelas de barro são vistas hoje como um item de requinte na cozinha.
    Por conservar temperaturas altas por muitas horas, elas são ideais para pratos que levam longo tempo de cozimento, como feijoada, bobó de camarão e moqueca. Para conservar melhor sua panela, antes de usá-la encha-a com água fervente e deixe descansar por uma hora. Ela absorve a água, evitando a absorção de gordura e a criação de vapor no cozimento.
    Também conhecida como ágata, a panela esmaltada impede que os alimentos grudem durante o preparo e evita a proliferação de bactérias, já que a camada de esmalte elimina os poros. Ideal para fazer doces e conservas. Para conservar a panela, esfregue a sua superfície interna com óleo e guarde-a no forno por 13 horas para depois secá-la. Para retirar manchas, coloque a panela em uma solução de 600 ml de água com duas colheres (chá) de alvejante por duas horas, e depois a lave.

  • Pincel: Essencial numa cozinha! Tenha sempre para untar formas, carnes e massas -ele evita que você suje as mãos ao preparar assados em geral. Se possível, compre pincéis de cerdas coloridas ou tamanhos diferenciados para separá-los de acordo com os alimentos.
  • Refrigerador: Antes de comprar o refrigerador, calcule a capacidade do equipamento. Conte 228 litros para duas pessoas da família e mais 28 litros para cada pessoa adicional da casa. Prefira refrigeradores com prateleiras ajustáveis para acondicionar todo tipo de embalagem. Se possível, compre geladeira duplex ou com degelo automático para evitar o trabalho de descongelá-la. Verifique se a porta está bem vedada, fechando-a com uma folha de papel. Se você conseguir retirar o papel, a vedação não é eficiente, o que implica em gasto maior de energia.
  • Sacar-rolhas: Não pode faltar nas cozinhas dos amantes de vinhos e outras bebidas alcoólicas. A rolha também pode ser retirada com o auxílio de um gancho de metal. Após inserir o gancho na rolha, passe uma colher de pau através dele e puxe.
  • Tábua: Auxiliar eficiente no corte de alimentos, pois protege a faca e impede o estrago de outras superfícies, como mesa e pia. Prefira as tábuas retas para picar legumes e verduras, pois as que têm sulco na borda fazem com que alguns pedaços se grudem. Utilize as tábuas com sulco para cortar carnes para impedir que o sangue escorra. Para limpá-las e retirar odores fortes, esfregue meio limão na superfície.