O fermento nos fez crescer

Nossa história começa com o fermento – sem ele, a Fleischmann não teria revolucionado a panificação no mundo. Imagine que, em 1865, quando Carl Fleischmann visitou os Estados Unidos, os pães norte-americanos ainda eram feitos com bebidas fermentadas caseiras!

Na época, o pãozinho era bem diferente e muito menos saboroso do que o que a gente conhece hoje. Essa história começou a mudar três anos depois, quando Carl inaugurou a primeira fábrica de fermento manufaturado no país. Daí em diante, a panificação nunca mais foi a mesma! Os pães se tornaram muito mais gostosos e, aos poucos, inspiraram as inúmeras receitas que todo mundo adora.

Há mais de 85 anos no Brasil

Em 1931, o fermento Fleischmann chega ao Brasil! O ano marcou a instalação da primeira fábrica no país, com a produção de fermento biológico fresco em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Desde então, levamos muitas inovações para a cozinha dos brasileiros – como o fermento seco, lançado em 1945; o fermento em pó químico, de 1960; e o fermento instantâneo, de 1995.

Muito além do fermento

Com o tempo, o nosso portfólio foi crescendo e lançamos um novo mix de produtos tanto para o consumidor final quanto para uso profissional.

Alguns deles, como as misturas para pães e misturas para bolos, lançaram clássicos queridinhos dos consumidores brasileiros, como o delicioso e único Chocomousse.

Desde sempre incentivando o preparo de pratos deliciosos e provando que é possível fazer ainda melhor com a Fleischmann!

Nas mesas do mundo

Desde 2004, a Fleischmann é parte do grupo ABF – Associated British Food, um dos maiores grupos alimentícios do mundo. Hoje, estamos presentes em 30 países. Sempre em busca de descobrir novos sabores e preparos, entregando novas possibilidades para os apaixonados pela cozinha.